Hora da retomada: EUA e Cuba reatam relações após 50 anos

 

 

Obama_telefone_Fotos_Publicas
– Alô, é o Raúl?

Pode ter sido esse o início do diálogo entre Barack Obama e Raúl Castro que resultou no restabelecimento das relações dos Estados Unidos e Cuba, ontem (17). Os dois países não se relacionavam desde 1962!

A troca de prisioneiros (libertação do americano Alan Gross, preso em Cuba desde 2009, e de três membros do grupo Cinco Cubanos, detidos na Flórida desde 1998 ) antecedeu o acordo, elaborado em negociações secretas durante 18 meses. Até o Papa Francisco foi um grande incentivador nesse processo.

A medida firmou um grande passo na ampliação de laços econômicos, diplomáticos e pessoais entre os dois países, mas é importante fazer um resgate histórico desse cenário que começou com a Revolução Cubana e passou pela Invasão da Baía dos Porcos, a Crise dos Mísseis (para quem gosta de cinema uma dica é o filme 13 Dias Que Abalaram o Mundo) e o famoso embargo.

Em entrevista à Rádio Pampa, a coordenadora do Curso de Relações Internacionais da UniRitter, professora Denise de Rocchi revela que não se surpreendeu com a mudança “A realidade internacional é diferente, o cenário é diferente, o comércio internacional é diferente. Então, nesse sentido eu digo que não é uma surpresa absoluta essa decisão.”

Ouça a entrevista completa:

 

APROXIMAÇÃO HISTÓRICA

obama_discurso_retomada

  “A mudança é difícil nas nossas vidas e na vida das nações. E a mudança é ainda mais difícil quando nós carregamos a carga pesada da história nos nossos ombros. Mas hoje nós estamos fazendo essas mudanças porque é a coisa certa a fazer.”  (Barack Obama)

Raul Castro

“Devemos aprender a arte de conviver de forma civilizada com nossas diferenças” (Raúl Castro)

 

Hasteada a bandeira branca e hostilidades postas de lado, algumas mudanças foram anunciadas:

* restabelecimento de uma embaixada americana em Havana e a revisão da designação dada pelos EUA a Cuba de Estado que patrocina o terrorismo.
* retorno das relações diplomáticas entre os dois países;
* viagens de americanos a Cuba;
* autorização de vendas e exportações de bens e serviços dos EUA para Cuba;
* autorização para norte-americanos importarem bens de até US$ 400 de Cuba;
* início de novos esforços para melhorar o acesso de Cuba a telecomunicação e internet.

A previsão é de que o Congresso norte-americano suspenda completamente o embargo ao país caribenho antes de Obama deixar o cargo, em 2017. Até lá, dia 17 de dezembro de 2014 estará destacado como um dos momentos mais marcantes da história mundial.

You Win, Perfect: UniRitter vive mundo dos games por cinco dias

Ludum_Dare_alunos

Oito jogos online produzidos em 72 horas. Este desafio foi conquistado por 35 alunos da UniRitter. Entre os dias 5 a 9 dezembro, o Campus Zona Sul foi cenário do mundo dos games. No final de semana passado, a instituição sediou a Ludum Dare 31 – uma maratona de desenvolvimento de jogos online. Já na última terça-feira (9) aconteceu o Power Up – um encontro de networking entre empresários do ramo de jogos e os estudantes participantes da maratona.

Com organização do curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais da UniRitter, o professor responsável João Kucera se impressionou com o trabalho em equipe entre os alunos. “O pessoal mostrou muito empenho para concluir os games. Como eram 72 horas seguidas para terminar os jogos, todos dormiram muito pouco devido à empolgação por participar da maratona. O resultado foi a produção de excelentes games, com propostas diferentes e com muita criatividade”, destaca.

Ludum_Dare_games2
Nesta última edição da Ludum Dare 31 o tema proposto foi “todo jogo em uma tela”. Num total de oito times, um dos que “passaram de fase” foi formado pelos acadêmicos Eduardo Rodrigues, Lohrran Borges e Marlon Kroth, criadores do Capollas On Ice. “Nosso jogo se passa num ringue, o qual os lutadores tentam se empurrar para fora da arena de gelo, isso para adicionar um fator complicador”, explica Rodrigues. Com referências de jogos da Atari, o estudante Victor Comette desenvolveu o The JAMtleman, juntamente com os seus colegas Maurício de Oliveira e Jeferson Fraga. “Optamos em fazer um game simples e desafiador, que retomasse a experiência de jogabilidade dos anos 1980. A ideia é desviar dos quadrados vermelhos e acertar os brancos”, comenta.

Além de produzir jogos, a maratona serviu para que os acadêmicos treinassem organização e gerenciamento de tarefas. Segundo Vítor Lopes, que desenvolveu o Snow Wars, a equipe passou a primeira madrugada em ritmo acelerado. “A Arte ilustrava as primeiras imagens, o Desenvolvimento programava a base e o Game Design fazia uma reprodução em um tabuleiro analógico. Fizemos vários testes com diferentes pessoas e anotávamos cada turno delas e o feedback final”, lembra. Também participaram desta “jornada” os seus companheiros Fábio Isquierdo, Fernando Jobim, Marlon Kroth, Vinicius Duarte e William Dorneles.

Ludum_Dare_1

Já Rafael Brum, do Soul Sleep, diz que foi uma grande experiência aprender a elaborar um jogo em um curto período. “Aproveitamos o nosso tempo ao máximo. O tema foi outro problema, pois é difícil criar algo realmente original dentro das limitações que foram passadas”, enfatiza. Também fizeram parte do time Eduardo Gressler, Bruno Lopes, Leonardo Aranha e Juliano Reis.

Com a proposta de aproximar esses jovens talentos com empresários gaúchos do setor foi realizado o Power Up, promovido pela Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul (ADJogosRS). Neste evento, os executivos jogaram os games desenvolvidos e conversaram com os estudantes. Além disso, os acadêmicos assistiram a duas palestras sobre “Game design” e “Animação 3D para jogos”.

Ludum_Dare_palesra

O diretor executivo da ADJogosRS, Ivan Sendin, frisa que os alunos interessados em trabalhar com jogos digitais precisam, principalmente, continuar a participar destas game jams, pois são nestes eventos que as empresas estão atentas para contratar. “O importante para quem está começando é primeiro fazer jogos mais simples, para depois adicionar novos elementos. Outro fator importante é sempre bater na porta das empresas com o seu portfólio e insistir no seu projeto. Se não for aprovado, peça um feedback”, aconselha. O diretor ainda dá a dica que a associação promove palestras gratuitas de capacitação, como, no caso, o Power Up.

Aperte o start e jogue os games produzidos pelos alunos da UniRitter. É diversão garantida!

Capolla On Ice:

League of Doritos:

Night Care:

RIZUMUDEKATTO:

Snow Wars:

Soul Sleep:

The House: Watcher:

The JAMtleman: 

Obs.: Para jogar, é preciso instalar o programa indicado: o “Unity Web Player”.

Ação de Natal emociona funcionários e professores no Campus Zona Sul

Acao_Natal_papai

A felicidade mora em coisas simples: pode ser encontrar o status “aprovado” no portal do aluno ou entregar o último diário de classe. Para as crianças do Centro Comunitário Orfanotrófio I, basta um brinquedo e um abraço no Papai Noel. Nesta quinta-feira, elas participaram de uma festa natalina organizada pela Pró-reitoria de Pesquisa e Extensão da UniRitter, no campus Zona Sul, e alegraram funcionários e professores ao apresentar a coreografia que ensaiaram para esta ocasião.

Acao_Natal_danca

A fantasia do Natal tem um papel importante no desenvolvimento infantil. “Este é um mundo mágico, a gente tenta trazer as crianças para um mundo que não é tão duro e dramático quanto o que eles vêem no dia a dia”, diz a professora do Centro Comunitário Orfanotrófio Carla Benetti Seron. Ela considera que a aproximação com a UniRitter também é benéfica por ser um primeiro contato dos pequenos com o ambiente universitário, mostrando que o sonho de estudar não é tão distante quanto pode parecer.

Acao_Natal_danca_geral

A realização da festa de Natal é apenas uma parte do trabalho que a Propex tem realizado na vizinhança do campus. Segundo a professora Márcia Fernandes, pró-reitora de Extensão e Pesquisa, o momento é de reconquista da comunidade: “há uma série de ações sendo feitas, um trabalho mais lúdico, de criação de laços de confiança, para que no futuro possamos desenvolver projetos de extensão mais efetivos para esta população”. O engajamento dos professores e alunos com estas atividades é um dos pontos destacados por Cristiane Alves, assessora institucional de extensão. “Esta mobilização se originou de outro projeto, o Global Day, e um grupo de estudantes que participou como observador naquela ocasião, agora nos procurou perguntando como poderia atuar de forma mais ativa”, explica ela.

Ação_Natal_Uniritter

Uma das ações concretas nesta área foi a reativação do grupo de extensão In Loco, do curso de Arquitetura, que promoveu um workshop de construção de árvores de Natal no centro comunitário em Dezembro. As árvores foram feitas com reaproveitamento de material das maquetes produzidas durante o semestre e os futuros arquitetos ajudaram as crianças a decorarem as peças.

Citação

Do “¡Hola!¿Qué tal?” para o “Bah, tchê!” – Estudantes peruanos conheceram a cultura dos gaúchos em missão na UniRitter

peruanos_blog_certificados

Foto: Leonardo Mayer

No final do mês de novembro, a UniRitter recebeu um grupo de mais de 20 alunos da Universidade Cibertec- ITN, filiada à Rede Laureate, no Peru, para diversas atividades de intercâmbio. Logo no primeiro dia, eles conheceram a estrutura do Campus Zona Sul e produziram um programa de rádio no Laboratório de Áudio da Faculdade de Comunicação Social. Ouça aqui

peruanos_blog5

Foto: Leonardo Mayer

peruanos_blog3

Foto: Leonardo Mayer

peruanos_blog1

Foto: Leonardo Mayer

 A programação também incluiu atividades culturais. Na quarta-feira, o grupo de visitantes foi ao Centro Histórico da Capital e percorreu o trajeto turístico “Caminhos Invisíveis dos Negros em Porto Alegre” sob a supervisão da professora da Graduação de Letras, Regina Silveira e a orientação da historiadora Eva Esperança Guterres Alves. As professoras também apresentaram aos alunos a Assembleia Legislativa do Estado, o Palácio Piratini, o Teatro São Pedro, os Largos Glênio Peres e da Forca, a Pegada Africana, a Rua da Praia, o Pelourinho da Igreja Nossa Senhora das Dores e a Praça do Tambor. A caminhada foi realizada em homenagem ao Dia Nacional da Consciência Negra.

peruanos_blog4

Foto: Leonardo Mayer

peruanos_blog6

Foto: Leonardo Mayer

peruanos_blog2

Foto: Leonardo Mayer

Outro destaque foi a palestra “Como empreender em mercados internacionais, proferida pelo professor português José Meireles de Souza, autor de vários livros ligados ao tema. Diante de uma plateia formada por estudantes peruanos e os locais, Souza ressaltou que os estrangeiros hoje conhecem mais sobre o mercado do Brasil que os próprios brasileiros e que falta uma cultura de internacionalização no país.

peruanos_blog7

Foto: Leonardo Mayer

Os estudantes peruanos também visitaram empresas como IBM, PROCERGS e Kinder, entidade que atende crianças com necessidades especiais e que é foco de projetos de extensão da UniRitter. A última atividade foi uma visita técnica à Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). Em janeiro de 2015 será a oportunidade de um grupo da UniRitter participar das mesmas atividades na Cibertec, em Lima, no Peru. A iniciativa é coordenada pelo International Office da UniRitter, responsável pelos programas e serviços de intercâmbios da Rede Laureate.

*A elaboração deste texto teve a colaboração de Leonardo Mayer, estudante de Jornalismo da UniRitter

 

Aos propagandistas de plantão!

Utilizada para informar sobre produtos, marcas, empresas ou divulgar crenças e ideias, a propaganda já existe há muuuuuuuuuuuitos séculos. A história vem desde o tempo em que romanos pintavam as paredes para anunciar lutas de gladiadores, escritos em ruínas anunciavam eventos e ofertas, e egípcios comunicavam mensagens de venda em papiros.

 

post_propaganda_pensa_gutenberg

 

Outro ponto chave foi a descoberta do ourives alemão Johannes Gutenberg, no século 15, que mudou a cultura ocidental para sempre. Agora, com a nova técnica de impressão, os anunciantes não precisavam mais produzir cópias manualmente.

 

post_propaganda_gazeta

A partir do século 17, um formato se torna bastante popular nos jornais. Os classificados, caracterizados por textos pequenos, informativos e sem ilustração. A chegada no Brasil brasileiro ocorreu em 1808. O jornal Gazeta do Rio de Janeiro levou o primeiro anúncio impresso publicado (imagem acima).

 

NOVOS MEIOS

 

post_propaganda_revistas      post_propaganda_radio

É a partir do século 19 que a coisa começa mesmo a bombar! Tecnologia e técnicas de produção estimulam o mercado a produzir cada vez mais. A produção publicitária ganha espaço também em revistas, fotografias começam a fazer cada vez mais parte dos anúncios impressos e o rádio chega para expandir ainda mais o alcance da publicidade.

post_propaganda_internet

O surgimento da internet marcou outro impacto significativo na área da propaganda. A mudança exigiu uma renovação na forma de se comunicar e perderam espaço os formatos trazidos nas mídias tradicionais. Agora, é a vez de inovar e surpreender.

Essas alterações refletem muito nos padrões comportamentais e culturais dos indivíduos, pois a propaganda caminha junto aos desenvolvimento da sociedade de consumo. E assim tem sido sempre no mundo.

Parabéns para quem se dedica a essa arte! Hoje,  é o Dia Mundial da Propaganda.

 

Coisa da nossa terra

post_samba

Estilo musical conhecido internacionalmente como típico do Brasil, o SAMBA tem uma data reservada no calendário de comemorações. Dia 2 de dezembro é quando se relembra o gênero responsável pela propagação das batucadas e requebrados pelo mundo afora.

A comemoração surgiu para homenagear Ary Barroso, quando o sambista visitou Salvador pela primeira vez. E a história seguiu com outros nomes inesquecíveis: Noel Rosa, Cartola, Dorival Caymmi, Araci de Almeida, Jair Rodrigues, Dona Ivone Lara, Beth Carvalho…os eternos bambas do samba!

Com eles foram imortalizadas canções sobre amor, abandono, para os amigos, do povo, de tocar na palma da mão. Também não pode faltar o pandeiro, o surdo e o tamborim. Coisa desse ritmo que tem lugar cativo na música popular brasileira.

Tanto que a canção, de Dorival Caymmi, não deixa mentir: “Quem não gosta de samba bom sujeito não é…É ruim da cabeça ou doente do pé…”

 

AIDS: PREVINA-SE

post_dia_aids

 post_dia_aids2   Quando surgiu, a doença era relacionada principalmente aos homossexuais. Isso há 30 anos e muito pouco se sabia a respeito da síndrome que atingia o sistema imunológico. Com o tempo, novos estudos, descobertas e a possibilidade de levar uma vida relativamente normal com o vírus HIV.

Não é mais anos 90, quando ícones morriam devido à doença, como Cazuza e Renato Russo. Figuras que tornaram públicas suas lutas e não venceram a disputa.
O cenário contagioso também mudou. Os últimos dados revelaram 55,6% a mais de heterossexuais soropositivos em relação aos homossexuais contaminados pelo contato sexual, no Brasil.

No mundo todo, cerca de 29 milhões de pessoas já morreram e ainda não existe cura comprovada.

Índices preocupantes também são registrados no Rio Grande do Sul, principalmente em Porto Alegre, que ocupa um lugar nada comemorativo: campeã entre as cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes e maior incidência. Outros seis municípios estão na região Metropolitana (Alvorada, Guaíba, Rio Grande, São Leopoldo e Viamão).

Um dos dados que também assusta é a propagação dos casos entre os jovens. Desde 2006, os casos de Aids na faixa etária entre 15 e 24 anos aumentaram mais de 50%. “O principal motivo é o comportamento sexual dos jovens. Eles acham que ninguém mais morre de Aids hoje, e que se pegar o vírus é só tomar o remédio que acabou e que está tudo bem. Está tudo bem, não. É uma doença grave. Vai ter que tomar remédio pelo resto da vida. E esses remédios provocam efeitos colaterais A Aids não tem cura, você pega o vírus, o tratamento pode controlar a doença, mas você vai ter problemas pelo resto da vida”, alertou doutor doutor Dráuzio Varella em reportagem de TV.

Hoje, no Dia Mundial de Luta Contra a Aids, um alerta que nunca sairá de moda: previna-se!

 

#RIP

Ele marcou época, provocava risadas e brincadeiras perpetuadas por gerações e gerações em um seriado de TV? “Isso, isso, isso”.

Fez sucesso durante 30 anos em uma emissora brasileira e quando esta ousou tirá-lo do ar, após 19 anos ininterruptos, houve protesto dos fãs? “foi sem querer querendo” deve ter dito Sílvio Santos que voltou atrás da decisão uma semana depois. Isso em 2003.

O desagrado com os horários de exibição continuavam e, logo, alguém com anteninhas de vinil anunciou:”palma, palma, não priemos cânico.” Com isso, os epidódios diários estavam de volta.

chapolin_chaves_post2

 

Humor ingênuo, cheio de graça e sem nenhum palavrão. Roberto Bolaños mostrou, ao criar Chaves e Chapolin Colorado, como atrair crianças e adultos, do México ao Brasil, seja com “El Chavo del Ocho” ou “Chaves” por tanto tempo.

Desculpem o texto tomado de “aspas”, mas acontece que “todos os meus movimentos são friamente calculados.” Entenderam a homenagem? “Suspeitei desde o princípio!”

Adiós, Roberto Bolaños. Depois de 85 anos, é merecido o descanso.

 roberto_bolanos_chves_post